Ora aí está o que é 

Exatamente 20 dias após ter escrito aqui que tenho a melhor filha do mundo,  veio a revolta tão típica da adolescência…

Tudo começou na 6a (dia 22), quando ela do nada disse que tínhamos de ir tratar da inscrição dela para o décimo ano numa escola profissional de dança e teatro. Depois de já termos pago um balbúrdio para a matricular no sítio onde está, decidiu sozinha que não vai para lá, que o que quer é dançar e pronto. Eu que tirei um curso superior ligado à música deveria servir-lhe de exemplo, sempre a saltar de trabalho de merda em trabalho de merda, incapaz de sobreviver sem a ajuda financeira da minha mãee muito menos capaz de lhe dar a ela a qualidade de vida a que está habituada!

Nessa noite deitamo-nos zangadas mas no dia a seguir ela foi com a avó é uma amiga para a aldeia passar o fim‑de‑semana prolongado. Quando veio tudo estava bem e assim continuou até hoje as 14:50. As 15:00 teve uma consulta de motivação profissional para fazer aqueles testes que se fazem no 9o ano. 

Quando chegou a casa, vinha um caco. Contou-me depois a minha mãe que ela chorou, gritou, barafustou e que, ao telefone com uma amiga, se referiu a mim como aquela bipolar que só pensa nela e não quer saber de mim entre muitas outras coisas bem piores. Agora está enfiada no quarto, a odiar-me como fazem os adolescentes.

O pior é que o herdeiro hoje também tirou o dia para chorar, gritar, espernear (será que me chama de bipolar também?), e eu estou absolutamente de rastos. São 21:38 e só me apetece dormir mas ele não sossega e o R. não está em casa. 

Anúncios

Ninguém te perguntou nada!

Aprendi há muito tempo (talvez desde que a cria nasceu, em 2001) que as opiniões sobre como um(a) cria o seu filho é da conta dele(a) próprio(a) e de mais ninguém. Não podemos, por muito boas intenções que tenhamos, opinar e dizer se calhar fazias assim, porque é o mesmo que passar um atestado de incompetência à mãe ou pai da criança.

Hoje a T. veio cá conhecer o herdeiro e apresentar-me o babyboy dela. Está agora com 3 meses e desde que nasceu tem um problema sério de refluxo, tanto que até começou ontem com sólidos para ver se não vomita tanto. A T. secou o leite ainda no primeiro mês e por isso bebe um leite xpto de lata mas mesmo assim o rapaz  continua a vomitar imenso! Quando acordou, peguei nele ao colo e em 5 minutos vomitou 2 vezes (uma das quais em cima da minha roupa toda). Fomos até ao quarto para mudar o bebé e a T. deu-lhe mais um biberão enquanto eu aproveitei e dei de mamar ao herdeiro.

Aqui começaram as minhas dúvidas. Obviamente não lhe falei delas, mas será natural dar um biberão a um bebé que acabou de vomitar 2 vezes? Ele não terá o estômago ainda cheio? Fiquei calada, mas sempre a pensar nisto…

3 horas depois chegaram a casa. Dizia-me ela por msg que ainda pararam para dar de comer ao E. mas que ele não quis comer. Ora, eu sempre ouvi dizer (e tenho lido bastante sobre isso) que os bebés que mamam leite em pó fazem intervalos maiores do que os que são amamentados. O herdeiro ainda não tinha voltado a comer e eles já lhe tinham dado outro biberão? Isto não estará errado? 

Não posso opinar sobre como os outros criam os seus filhos. Mas posso pensar para mim, e basicamente é disso que se trata este blog… 

De volta 

Em fevereiro, por recomendação médica, a minha mãe inscreveu-se num ginásio para fazer hidroginástica. Claro que foi na conversa dos tipos de lá e pagou logo um ano de mensalidades que era para não pensar em desistir. Um mês depois descobre que tem duas roturas de ligamentos, uma em cada ombro, e que está proibida de fazer hidroginástica, por isso a inscrição foi transferida para mim.

Eu sei, eu e os ginásios temos uma relação estupida. Durante as primeiras semanas quero ir todos os dias e depois nem que me paguem lá ponho os pés. Mas olha, está pago até janeiro de 2018 por isso mais vale ir aproveitando.

Hoje quis ir fazer uma aula de 15 minutos só de abdominais mas como tenho de fazer a avaliação médica primeiro acabei por fazer só passadeira e bicicleta. Vamos ver quanto tempo dura esta febre? Apostas?

:(

  
Primeiro o Bowie, depois o Prince… Ai, os beijos na boca que nós trocamos quando eras um pôster no meu quarto de adolescente!!!! 😦

(Sei que já perguntei isto há pouco, mas nunca é demais repetir, o Stevie não vai morrer nunca, pois não???)

A dar as ultimas

  
Esta noite foi difícil, o herdeiro chorou bastante, não queria dormir, das 23 às 02 da manhã foi uma festa de “não sei quem chora mais, se ele ou eu”. O R. ficou na dele, na sala até à uma, depois foi para o quarto mas foi para dormir. E conseguiu fazê-lo com o puto a chorar no quarto enquanto eu fui fumar um cigarro! Há sonos santos realmente…

Por volta das 03, sem conseguir dormir, toca a ir para o sofá tentar ver um filme que comecei a ver antes do herdeiro nascer. Claro que adormeci, vi mais uns 15 minutos talvez.

Às 06:40 acordo (na sala) com o miúdo a chorar. Claro, já não comia há umas horas, estava esfomeado! Lá fui eu para o meu trabalho e quando entro no quarto vejo-o ao colo do pai, persiana do quarto aberta, o que quer dizer que provavelmente já estaria naquilo há algum tempo (vim a saber depois pela cria que acordou às 06). 

Senti-me muito mal por ter deixado o miúdo chorar tanto tempo sem lhe dar comida. Mas da sala não o ouvia, há 2 portas fechadas e 2 mini corredores a separarem-nos (além de que estava quase em coma por só ter dormido 3 horas).

Se o R. soubesse que eu estava a dormir na sala talvez já me tivesse acordado mais cedo e aí a culpa é toda minha, não o avisei que ia “dormir fora” porque nem estava para ter essa conversa.

Vou agora levar a cria à escola e quando voltar planeio dormir mais um bocado. Estou a dar as últimas e não me sinto capaz de nada.

Que fazes nos tempos livres?

Eu, para desanuviar, depois de ter dado de mamar ao herdeiro, depois de a cria se ter deitado e com o R. em casa, saio de casa com um saco cheio de roupa molhada e vou para a lavandaria secá-la.

Sim, é mesmo um passatempo… Tudo para sair daquele ambiente.

Derreadinha de todo

É como me sinto ultimamente. Para conseguir levar a cria à escola de manhã e conciliando com as manadas do herdeiro, ando a levantar-me todos os dias por volta das 06 da manhã. Se depois desse para dormir durante o dia, a coisa até acalmava um bocado, mas nada disso. Uma média de 4 horas é quanto durmo em noites de semana. Compensa saber que a cria não vai de autocarro nestas manhãs que chove como se o mundo estivesse para acabar. Se fosse preciso dormir menos ainda, fazia-o pelos dois. 

Mas a verdade é que o meu cérebro está a começar a queixar-se (o corpo já o fez há muito) e eu ando mesmo de rastos. Dar de mamar de 3 em 3 horas, cozinhar, fazer máquinas de roupa, arrumar a cozinha, tudo isto me mata aos bocadinhos. Tenho saudades de sair de casa sem a preocupação de voltar (é só tenho saído para levar a cria ou para ir às compras ou a consultas médicas), saudades de sushi, de vinho, de amigos.

Olho para roupa que tenho de arrumar e espero que se arrume sozinha automaticamente. Olho para a carne no frigorífico e espero que se cozinhe sozinha. Olho para a cama que tenho de fazer e penso ela não se vai desfazer daqui a umas horas???  

As minhas costas parece que foram atropeladas. Não o meu corpo todo, só elas é que foram, iam a atravessar a estrada e passou-lhes um camião por cima. Há alturas em que me dobro e depois não me consigo voltar a por direita!!! 

E já são 20:00 e o jantar não se fez sozinho……..