A “vergonha” da amamentação 

A sogra (e o seu filho) “acham mal” que eu dê de mamar em frente ao N., um dos meus melhores amigos há anos e anos.  Ele até estava nas minhas costas, não viu nada diretamente, mas mesmo que estivesse sentado ao meu lado eu voltaria a fazê-lo. Não há vergonha, não há malícia, num gesto tão simples! E mais, não o estou a ver a olhar diretamente para o meu biberão natural.

Já ela, de todas as vezes que me apanhou a dar de mamar (no hospital, em minha casa, em casa dela), veio para a minha beira e olhou fixamente para o biberão enquanto falava de como o “menino comia”. E isto sim, incomoda, embaraça, envergonha. Limites?

Anúncios