House Maid

No dia 6 de Janeiro de 2010 paguei a minha viagem a Cuba.
Mais tarde fui jantar com o meu primo, que fazia 50 anos, e que viria comigo nessa viagem.

No final do jantar, cheguei a casa e quando ligo o computador, o N. pergunta “posso telefonar?”.
Maldita a hora em que disse que sim, maldita a hora em que ele me diz “Tenho cancro”.

A viagem coincidiu com a primeira semana de quimioterapia. Mensagens diárias trocadas para que me fosse contando como estava a correr, se se sentia bem, como era aquilo tudo.
Nessa mesma viagem prometi e cumpri: comprei uma garrafa de rum 7 anos e 10 charutos cubanos dos melhores para quando o tratamento terminasse.

Esta segunda de manhã ele tinha consulta, onde saberia se estava terminado ou não.
Quando vínhamos de Londres (domingo) disse
“vais ver que tudo vai estar fixe e vamos finalmente fumar aquela merda!”

De manhã veio a sms
“Mais um ciclo de quimio”
e foi a resposta
“não há problema, os charutos esperam mais um bocadinho”.

Segunda de manhã vieram também cá para casa duas funcionárias da House Maid.
Passaram cá o dia todo em limpeza profunda à casa, que não vê uma empregada há meses.

Por volta das 19 horas saí para jantar com o mais-que-tudo e fui procurar um saco plástico onde tinha meio volume de tabaco que tinha comprado no aeroporto para levar um maço.
Tabaco?
Nem vê-lo.
Ao que pergunta a minha mãe
“e o saco com os charutos e o rum?”
Pois.
Nem vê-lo também.

Busca aos contentores do lixo à porta do prédio.
Sacos de lixo daqui de casa, sim senhor, aqueles 2 especificamente, nada.

Até ao momento já falei 3 vezes com eles ao telefone.
“Ah, deitámos ao lixo”
é o que se ouve do lado de lá.
Mas o curioso é que nos contentores eles não estavam, enquanto sacos com LIXO elas tinham lá deitado.

Não sei sinceramente o que me custa mais no meio desta história toda.
E por mais que grite ao telefone com o homem a coisa não alivia.
Estou nervosa, irritada, a suar.
Passada!

:)

A verdade é que, estando a dormir ao som de um dos concertos menos interessantes do dia (James Morrison), continuava a sorrir. 🙂
(E sim, estava a dormir profundamente! Assim se é feliz com a música!)

No jardim zoológico

Um casal está no zoológico e passa pela jaula do gorila.

– Marcos, diz a mulher, sabes que os gorilas são os animais mais parecidos com o ser humano relativamente ao seu comportamento? Observa como lhe vou mostrar uma mama, aproveitando que não há muita gente, e aposto que se vai excitar tal e qual um homem.

Maria mostra uma mama e o gorila começa a ficar excitado e a mover as barras da jaula.

– Vês?, diz a mulher, agora dou conta por que és assim, os homens não podem controlar os seus instintos animais tal como o gorila.

E Marcos diz-lhe:

– Agora mostra-lhe as duas, para ver o que se passa.

A mulher levanta a camisola e mostra-lhe as duas mamas e o gorila ainda fica mais excitado e desesperado por sair.

Marcos diz-lhe:

– É incrível como reage o gorila, agora desce as calças e mostra-lhe o traseiro só para ver o que se passa!

A mulher mostra-lhe o traseiro, e o gorila, completamente excitado, abre as barras da jaula e sai. Agarra a mulher e começa a despi-la.

– Marcos, que faço? Ajuda-me!

E Marcos diz-lhe:

– Agora, explica ao gorila transtornado:

Que não tens vontade…

Que te dói a cabeça…

Que estás cansada…

Que estás com dor de garganta…

Que hoje tiveste muuuuitoo trabalho…

Que tão depressa nãooooo…

Que te entenda como mulher…

Que estás deprimida…

Que estás nos teus dias difíceis…

Que estás na tua semana complicada…

Que só queres que te abrace…

Que estás muito tensa…

Que tens que levantar-te muito cedo…

Que hoje te levantaste muito cedo…

Que hoje caminhaste imenso e que te doem os pés…

Que hoje estás super carente e só queres muitos carinhos…

Que estás muito tensa e só queres massagens de relaxamento…

Que estás com vontade de ver TV…

Que não queres perder a novela…

Que hoje foste ao cabeleireiro e que não podes mexer-te…

– A ver se ele te entende… isso quero eu ver !!!

Na intimissimi

Fui renovar o stock de soutiens ontem.
A funcionária que me atendeu olhou para mim, vestida com uma t-shirt e calças de ganga e solta um

“Nós que temos o peito muito grande…”

Desculpa?
Nós? Eu?
Peito muito grande?
Trabalhas numa loja de roupa interior e EU tenho o peito muito grande?

Costa do Marfim – Portugal, by cria

“E como correu a escola hoje?”

“Olha, fomos todos para a biblioteca ver o jogo de Portugal!”

“E gostaste?”

“Não, foi uma chatice. Estavam todos a cantar o hino e o Cristiano a olhar para o chão…”

Não há palavras que descrevam…

O que é ter uns D&G de 400€ nos pés.
Estou quase tentada a vender bilhetes só para as pessoas os virem visitar cá em casa.

Waka waka

É tão bom desenjoar os ouvidos dos Black Eyed Peas. É tão bom desenjoar os olhos da péssima época do FCP. Viva o mundial!