Via Twitter…

Gripe das Águias

Como sabe o leitor sagaz e atento, estamos desde há algum tempo sob a ameaça de um dos mais perigosos e contagiosos vírus de que há memória. Falo naturalmente do SLB1, popularmente conhecido como Gripe das Águias.
Paulatinamente, o pânico começa a apoderar-se da população e é nestas alturas que urge esclarecer e informar, para se evitarem males maiores.
Fica aqui uma sequência de Perguntas Frequentes e respectivas respostas:

O que é o novo vírus da Gripe das Águias (SLB1)?
– É um vírus altamente contagioso que ataca sobretudo a população Benfiquistas, principal grupo de risco. As vítimas têm normalmente a memória muito curta e uma assustadora incapacidade de distinguir a ficção escrita nos desportivos da realidade.

Quais os sintomas da doença?
– O SLB1 causa nos infectados picos de febre altíssima, levando-os ao delírio e a acreditar piamente que o Benfica será campeão, que ganhará a Champions (mesmo sem participar há uns bons aninhos) e o Torneio de Chinquilho de Atouguia da Baleia. Outros sintomas: os infectados voltam subitamente a falar de futebol, compram em massa produtos oficiais do SLB, retomam o envio de sms’s jocosos aos rivais e juram a pés juntos que o Luisão é um bom central.

Como se infectam as pessoas com o novo vírus da Gripe das Águias (SLB1)?
– Ouvindo mais que dois minutos sócios e simpatizantes do SLB, lendo jornais desportivos (um simples olhar para a capa pode ser fatal), sintonizando a SIC, TVI ou SportTV. Ser assinante da Benfica TV é assinar (lá está…) a sua própria certidão de óbito. Ler as crónicas do João Gobern pode ser fatal. Estes são comportamentos de risco que devem ser evitados a todo o custo.

Qual é o período de incubação da doença?
– O período de incubação da Gripe das Águias, ou seja, o tempo que decorre entre o momento em que uma pessoa é infectada e o aparecimento dos primeiros sintomas, é equivalente ao tempo que o Carlos Martins demora a lesionar-se num jogo. 5 a 9 minutos, portanto.

Quanto tempo dura a infecção pelo SLB1?
– Estudos realizados em temporadas recentes demonstram que este vírus começa a manifestar-se em meados de Junho. A sintomatologia dura geralmente até a 6ª jornada. 10ª na pior das hipóteses. Nessa altura dá lugar à Depressão das Águias, tema que abordaremos numa próxima oportunidade.

A doença pode ser tratada?
– Sim, pode. Geralmente uma derrota em casa com um Olhanense ou Metallist (?) ou uma cabazada fora com um Olympiakos são remédio santo.

O que devo fazer entretanto?
– Evite o contacto próximo com pessoas doentes, mantenha-se afastado de qualquer jornal desportivo, mantenha a calma e aguarde tranquilamente pelo mês de Novembro, altura em que se prevê que o vírus esteja extinto.

Playing for change

Playing for Change is a multimedia movement created to inspire, connect, and bring peace to the world through music. The idea for this project arose from a common belief that music has the power to break down boundaries and overcome distances between people. No matter whether people come from different geographic, political, economic, spiritual or ideological backgrounds, music has the universal power to transcend and unite us as one human race. And with this truth firmly fixed in our minds, we set out to share it with the world.

Há dias assim…

scream

E às vezes esses dias até se transformam em semanas. Esperemos que não em meses…
Não sei se a TPM é uma coisa que se vai acentuando com o tempo. Sei que achei durante muito tempo que isso era um mito urbano e agora dou por mim todos os meses transformada em Frankenstein…

Não consigo dormir há umas 4 noites.
Ando 24 horas por dia num estado de ansiedade tal que parece que não consigo respirar. O coração anda palpitante demais e até deixei de tomar café nos últimos 2 dias para ver se não piora (o que diga-se de passagem, não resultou peva!).

As coisas no trabalho não estão as melhores. A dia 9 de Outubro continuo sem receber salário de Setembro ou uma pontinha dele que seja.
O meu avô continua vai-não-vai numa cama de hospital e as coisas não estão famosas para aqueles lados…
A minha mãe… bem, nem dá para descrever o que ela anda a passar e o que nos faz passar a nós.

Tentei comprar bilhetes para os Hoje, mas estavam esgotados.
Eu sei, cena típica de Tuga deixar para a última da hora, mas a verdade é que de finanças isto não está propriamente a 100% e por isso andei a concorrer a 500 merdas diferentes a ver se ganhava 2 bilhetitos para ir com a cria.

E, claro, com a minha sorte, a única merda que consigo ganhar são mais um quilos…
Por isso sim, hoje apetece-me gritar e muito.

A idade é um posto?

E a minha filha olhou para uma foto do Vítor Baía e disse
“eu conheço esse” e ficou a pensar de onde seria…
E diz
“Já sei, é o Pinto da Costa!”
“Não cria, é o Baía. O Pinto da Costa é velhinho…”
Resposta?
“Ah, mas esse também é velhinho, tem para aí 30 anos”
Bolas…

Política de futuro

Há coisa de 15 minutos passeava o canídeo num jardim da freguesia de Paranhos.
Um carro do PSD passava por lá, a tocar o hino, acompanhado de vários jovens da JSD, identificados com as camisolinhas, com bandeiras, e a tocar tambores, todos contentes.
Passaram uns gunas de carro que, em tom de provocação gritaram “CDU”. E o que respondem os lindos JSDs?
“Vai levar no cu!”
Sim senhor, temos políticos!

O pipol e a escola

Eu axo q os alunos n devem d xumbar qd n vam á escola. Pq o aluno tb tem direitos e se n vai á escola latrá os seus motivos pq isto tb é perciso ver q á razões qd um aluno não vai á escola. Primeiros a peçoa n se sente motivada pq axa q a escola e a iducação estam uma beca sobre alurizadas.

Valáver, o q é q intereça a um bacano se o quelima de trásosmontes é munto montanhoso? Ou se a ecuação é exdruxula ou alcalina? Ou cuantas estrofes tem um cuadrado? Ou se um angulo é paleolitico ou espongiforme? Hã?

E ópois os setores ainda xutam preguntas parvas tipo cuantos cantos tem ‘os Lesiades”s, q é u m livro xato e q n foi escrevido c/ palavras normais mas q no aspequeto é como outro qq e só pode ter 4 cantos comós outros, daaaah.

Ás veses o pipol ainda tenta tar cos abanos em on, mas os bitaites dos profes até dam gomitos e a malta re-sentesse, outro dia um arrotou q os jovens n tem abitos de leitura e q a Malta n sabemos ler nem escrever e a sorte do gimbras foi q ele h-xoce bué da rapido e só o ‘garra de lin-chao’ é q conceguiu assertar lhe com um sapato. Atão agora aviamos de ler tudo qt é livro desde o Camóes até á idade média e por aí fora, qués ver???

O pipol tem é q aprender cenas q intressam como na minha escola q á um curço de otelaria e a Malta aprendemos a faser lã pereias e ovos mois e piças de xicolate q são assim tipo as pecialidades da rejião e ópois pudemos ganhar um gravetame do camandro. Ah poizé. Tarei a inzajerar?

Nota pessoal: diz que isto é verídico e que foi escrito por um aluno do 9º ano de uma escola das Caldas da Raínha…