Falta de tempo – parte II

E agora a razão porque não tenho tempo para escrever mais (e também porque só volto a escrever daqui a uns largos dias):Férias amanhã. Voo para Barcelona terça, para Pisa quarta, comboio para Lecce quinta. Vou com a rapunzel e vamos curtir as nossas primeiras férias como licenciadas. 😀 Já sabemos as palavras mais importantes em italiano como podem ver no blog dela.E assim tenho de de ir fazer a mala. Mas prometo que quando voltar dou pormenores. 🙂
Boas férias!!!!!!!!!!!!!!!!

Falta de tempo – parte I

O quarto está quase pronto. Falta arrumar aquilo que demora dias e dias: as centenas de CD espalhados pela estante, pela beira da janela e pela secretária.

Entretanto arranjei um 31 a semana passada. Arranjar um dono para a Cacilda, a gata mais fixe de Portugal continental e insular. Foi preciso muita publicidade, mas uma vez mais as conferências do hattrick ajudaram e muito. A Cacilda já tem um dono e espero que seja muito feliz com ele. 🙂 

Claro que para isto tive de ir a Lisboa no sábado, carregada de uma gata, uma caixa de areia, 4 sacos de areia, 3 sacas de ração, 4 latas de ração, 3 tigelas para comida…

Foi um filme que me deu cabo das costas, acreditem!

E quem vai a Lisboa, vai à Marinha Grande, terra da hora de ponta! =P 

Lá estive eu com um casal de quem já falei aqui, o Ricardo e a Vera (ou Estica e Mukka, como preferirem 🙂 )

Não fosse o calor exageradíssimo e as coisas tinham corrido melhor. Não vou dedicar muita escrita a este fim de semana porque o tempo é mesmo muito pouco. Mas merecia a referência porque foi muito bom. A repetir quando vier a fresquinha! =) 

16 horas, 7 minutos

Só agora é que vou almoçar…

Isto realmente anda tudo trocado!

(Só para dizer que estou viva…)

Ausência

Razões pelas quais não tenho tempo para postar nada:

photo-0116.jpg

photo-0117.jpg

photo-0118.jpg

Pois é… Estou a arrumar o quarto.

I’ll be back!

Para os meus amigos

Porque sei que não se importavam de ter uma destas (com Ferrari incluído, claro! 😉 )

“Alta, magra, loira e nua. Uma mulher entrou numa bomba de gasolina na pequena cidade Doemitz, na Alemanha, vestindo apenas uns sapatos de salto alto e uma pulseira de ouro, noticia a agência Reuters.

Segundo o empregado, a situação insólita aconteceu numa tarde quente de Domingo. A mulher, com cerca de 30 anos, saiu de um Ferrari e entrou no estabelecimento para comprar cigarros.

Ines Swoboda, empregado da bomba de gasolina conta que não ficou «surpreendido» porque esta já não era a primeira vez que a mulher alí entrava numa. É uma mulher muito simpática», disse, acrescentando que nenhum dos outros clientes ficou incomodado. A mulher poderia enfrentar uma acusação de perturbação da ordem pública, caso alguém tivesse apresentado queixa.

Um dos clientes ainda conseguiu fotografá-la, enquanto ela voltava para o Ferrari e se sentava no banco dos passageiros. Muitas destas fotos apareceram na imprensa alemã no dia seguinte.”

loira1.jpg

loira2.jpg

iPhone – parte II

Vi este no blog do Ricky e tive de partilhar com vocês… 🙂

Domingo de paintball

Ontem fui mais uma vez jogar paintball. A ideia é simples: um grupo de malta porreira, umas lancheiras e umas geleiras e toca a andar ao tiro!

Lá me levantei (a muito custo) às 8 e meia da manhã, depois de uma noite de vinho e cartas, para fazer a pizza, arranjar as coisas e estar às 9 e meia no Dragão.

As equipas estavam praticamente definidas, foi chegar, equipar, e começar a guerra. Antes de almoço acho que não morri nenhuma vez.

A pausa fez-me mal… Cervejas, pizza, rissóis, tremoços, cerveja, hamburgueres, cerveja, bolo, cerveja… Quando foi para recomeçar pensei que ia estourar o que poderia bem acontecer se levasse um tiro no estômago!

Mas mesmo não estando satisfeita, fiz-me acompanhar da geleira das minis (Bock!) para a parte da tarde. Porque é preciso beber muitos líquidos quando se faz tanto exercício físico, ainda por cima com o calor que estava…

Resultado: cheguei a casa por volta das 5 e pouco da tarde. Com um dedo inchado, um cotovelo preto e uma nódoa negra tão grande no rabo que para estar a escrever isto tenho de estar de lado.

Deitei-me na cama e aterrei automaticamente. Acordei às 3 da manhã, depois de 10 horas de sono, fresca que nem uma alface. E agora são 6 e meia e continuo sem nada para fazer…

Ah! E ainda me dói muito cada uma das feridas de guerra… Mas em Setembro lá estaremos outra vez! 😉

(P.S. – Escusado será dizer que mesmo com isso tudo a minha equipa ganhou 14-8 =P)